Conversa Objetiva: Derrames Cerebrais
Este Blog é dedicado a tratar de assuntos como ufologia, religião, saúde, política, e cidadaniaCom uma linguagem às vezes subjetiva, oferece distintas  interpretações sobre a vida, sobre o Universo e a presença da humanidadeSerão apresentados recortes direcionados com o objetivo de despertar o pensamento crítico do ser humano, o desenvolvimento do respeito e da compaixão, da união e da igualdade entre as pessoas.
UTILIZE O MENU AO LADO <- PARA SELECIONAR POSTAGENS ANTIGAS NO ARQUIVO DO BLOG.

" Toda verdade passa por três estágios: Primeiro, é ridicularizada. 
Segundo, é violentamente rejeitada. 
Terceiro, é aceita como sendo auto-evidente."
Arthur Schopenhauer

Facebook Page

segunda-feira, 20 de fevereiro de 2012

Derrames Cerebrais

MÉTODO F.A.S.T.
Um rápido reconhecimento é uma questão de Saúde Pública
por Roger Ronconi



DEFINIÇÃO

....................................Os conhecidos "derrames cerebrais" são geralmente referidos pela sigla "AVC" que significa "Acidente Vascular Cerebral".  De acordo com os conceitos de Anatomia Humana, não é um conceito totalmente correto, uma vez que o evento pode ocorrer em várias partes do encéfalo e não apenas no cérebro. Por esta razão, alguns pesquisadores sugerem a sigla AVE (Ataque vascular Encefálico). Os AVE´s podem corresponder a 10% das mortes no mundo a cada ano. Essa doença pode ser classificada de acordo com a forma de ocorrência. O AVE Hemorrágico (AVE-H) - que nem sequer é o mais comum - ocorre quando um vaso se rompe e o sangue extravasa, alagando uma área da massa encefálica. O acúmulo de sangue comprime áreas nervosas que sofrem prejuízos funcionais. Também pode ocorrer um AVE Isquêmico (AVE-I), que representa 80% dos casos. Neste caso, acontece algo parecido ao que ocorre no coração dos infartados: uma obstrução de uma artéria bloqueia o fluxo de sangue que deveria irrigar uma determinada região. Mas nos dois tipos o resultado é o mesmo: as células da área afetada morrem, causando diversas sequelas. Dependendo do local da lesão, pode provocar desde a morte da pessoa até paralisias, problemas de fala, de visão, de memória, entre outros. Isso é uma realidade para 2/3 dos pacientes que sobrevivem a um ataque desses.


SINAIS, SINTOMAS E CUIDADOS
Apresentados pelos pacientes e tomados pelas testemunhas

....................................É comum o início de uma dor de cabeça súbita, que aparece do nada, sendo um dos possíveis indícios de derrame, não importa se isquêmico ou hemorrágico.  Na grande maioria das ocorrências, aparecem alterações motoras e/ou sensoriais em apenas um lado do corpo e isso com muita chance de acerto pode denunciar um derrame. O indivíduo começa a sentir, de uma hora para outra, uma dormência em um dos braços, por exemplo, com dificuldade de movimentação, coordenação e força em um lado do corpo, podendo afetar face, barços, tronco e perna.  Um acidente vascular cerebral pode se manifestar por meio de contrações involuntárias seguidas da paralisia de um músculo da face. É por isso que muitas pessoas ficam com a boca torta. Um derrame também é capaz de causar alterações visuais. O indivíduo passa, por exemplo, a enxergar um objeto duplicado. Sensações de vertigem também são comuns. Outro sintoma de um derrame é a dificuldade para articular as palavras, não sendo capaz de pronunciar e escolher as palavras para montar uma frase.
dor de cabeça  dormência rosto torto

....................................Um AVE pode ser tão impactante a ponto de a vítima desmaiar. Como qualquer desmaio merece atenção clínica e não se deve esperar para procurar um hospital. Estado de inconsciência é considerado EMERGÊNCIA. O tempo é muito importante para preservar as estruturas encefálicas das alterações provocadas por um derrame. Assim, ganhar poucos minutos pode diminuir o risco de graves sequelas. A primeira providência é acelerar o atendimento, conduzindo a um hospital ou acionando o sistema de emergência pelo 192 ou 193. Caso esteja em um local afastado e não disponha de tempo para aguardar uma ambulância, leve a vítima imediatamente a um hospital, de preferência com serviço de assistência neurológica. Procure deixá-la sentada ou deitada no banco de trás, da maneira mais confortável possível. Nunca ofereça remédios à vítima de um AVE. Se há suspeitas de que o indivíduo esteja sofrendo um derrame, jamais ofereça qualquer medicamento a ele. Remédios podem, inclusive, piorar a dimensão da lesão encefálica.

SINAIS INDICADORES
Reconhecimento Facilitado para Leigos


....................................Sugere-se a memorização da sigla S.T.R.T., relacionada, respectivamente a Smile, Talk, Rise your Arms e Tongue. Quando a vítima de um AVE é conduzida até atendimento médico-hospitalar rapidamente (conscientiza-se até 3 horas), as sequelas podem ser menores e a recuperação muito melhor. Para se reconhecer um AVE, basta lembrar de alguns pontos importantes e avaliar bem sinais e sintomas. O diagnóstico não é tão simples, mas a divulgação massissa pode favorecer a rápida identificação de clínicos simples.
....................................Apesar de que eu acho mais prático o termo F.A.S.T. (Face, Arm, Speech, Tongue, Time), explicado abaixo.




AVALIAÇÃO SIMPLIFICADA E EMERGENCIAL
Quando há suspeita de AVE


MÉTODO F.A.S.T.

(1) FACE - Peça à suposta vítima que SORRIA, avalie a estrutura da FACE.

(2) ARM - Peça-lhe que levante AMBOS OS BRAÇOS, avalie força e coordenação.

(3) SPEECH - Peça-lhe que FALE ou DIGA UMA FRASE SIMPLES, coerente.

(4) TONGUE - Peça à pessoa que ponha a língua para fora. Observe se há desvios ou torções na língua.  TIME - Aja o mais rápido possível, conduzindo até um serviço médico de emergência.

Se a vítima apresentar algum problema em realizar QUALQUER destas tarefas, chame a emergência imediatamente e/ou conduza a um centro médico ou hospital e descreva os sintomas observados.





....................................Esteja sempre preparado, revise sempre as recomendações para que possa reconhecer precocemente uma situação como essa.   Seja um multiplicador.  Repasse sempre conhecimento.   Certa vez me disseram que, quando o conhecimento chega até nós, torna-se nossa obrigação passá-lo adiante.

Sincera e fraternalmente,







Veja mais informações abaixo:


INFOGRÁFICO Saiba mais sobre os tipos de AVC (derrame isquêmico e hemorrágico) e veja como acontece o derrame
infográfico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe

Poderá gostar de ler também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...