Conversa Objetiva: O que a "Fé" faz com o juízo das pessoas?
Este Blog é dedicado a tratar de assuntos como ufologia, religião, saúde, política, e cidadaniaCom uma linguagem às vezes subjetiva, oferece distintas  interpretações sobre a vida, sobre o Universo e a presença da humanidadeSerão apresentados recortes direcionados com o objetivo de despertar o pensamento crítico do ser humano, o desenvolvimento do respeito e da compaixão, da união e da igualdade entre as pessoas.
UTILIZE O MENU AO LADO <- PARA SELECIONAR POSTAGENS ANTIGAS NO ARQUIVO DO BLOG.

" Toda verdade passa por três estágios: Primeiro, é ridicularizada. 
Segundo, é violentamente rejeitada. 
Terceiro, é aceita como sendo auto-evidente."
Arthur Schopenhauer

Facebook Page

sábado, 8 de outubro de 2011

O que a "Fé" faz com o juízo das pessoas?


O que a "Fé" faz com o juízo das pessoas?
por Roger William Freire Ronconi



................................Sempre demonstro quanto discordo da política de venda da fé associada ao acobertamento de informações que mantém o povo cada vez mais ignorante e passivo, de forma que podem ser facilmente "pastoreados" por aqueles que pregam o que nem sempre fazem e vivenciam.

................................Muitos me falam também sobre "ter fé"e sobre "acreditar", ambos termos dos quais não gosto, pois existem certas coisas das quais você pode ter certeza, por, ao invés de crer, vivenciar. Penso que se você "acredita", ainda significa dúvida e não mostra que se vive e pratica aquela "fé".

................................É inacreditável ver que a religião se torna quase sempre uma razão mais de desarmonia entre as pessoas do que a idéia pregada de harmonia, respeito, paz, etc. De que adianta um padre, pastor, rabino, pai de santo pregar tanto a respeito dos valores humanos, da tolerância, sem interessar-se em respeitar os não adeptos de sua crença (ou negócio, em alguns casos).






................................Estive pesquisando sobre os livros apócrifos, os quais nem os interessados no assunto sabem realmente o que significam (uma vez que, por exemplo, muitos explicam fatores "divinos" de passagens bíblicas através de ciência com aspecto ufológico), tendo sido considerados livros "não inspirados por Deus", ou seja, livros que se fossem ao conhecimento público, poderiam reduzir as massas financiadoras das agências desse Deus arrogante, materialista e egocêntrico que se apresenta na crença de muitos. Sim, me refiro a esse conhecido Deus pobre e surdo, que precisa de dinheiro e agressões verbais.





................................Em visita ao wikipedia, percebi que as pessoas (talvez nem por interesse próprio, mas em "defesa"da sua Igreja/crença) participam do acobertamento de informação. 




................................Penso sempre quando vejo um religioso do tipo acima, em demonstração calorosa do que chamam "fanatismo religioso" como sendo na verdade um ou outro:  ou é esperto e esconde dos outros a verdade para evolução material própria;  ou é um pobre ignorante que ao invés de buscar o conhecimento e a evolução espiritual para sair dessa deprimente situação tridimensional, contenta-se em ser apenas uma frágil e restrita ovelha em seu pequeno pasto. Nesse último caso, suas principais fontes de informação são:  o pastor, padre, pai de santo (do qual não conhece a formação e as verdadeiras posição e conduta) e outros tristes exemplos, como  o jornal nacional, a novela das oito, o Big Brother Brasil e o Domingão do Faustão.  









    


5 comentários:

  1. Eu acho que você, as vezes, confunde o real foco das suas críticas... O grande problema não está na fé ou na crença em um ser superior (bom ou não, certo ou não).

    A grande sacanagem está nas pessoas que manipulam ambas as coisas (a fé e a imagem desse Deus) de forma a fazer com que a massa (em sua maioria ignorante e desesperada por soluções aos seus problemas)sigam seus conselhos e atuem conforme sua orientação.

    Eu não acho certo julgar as pessoas por acreditarem ou não em o que quer que seja, o errado é usar a crença contra elas!

    Concordo totalmente contigo no que diz respeito ao fanatismo, a manipulação da informação e ao enriquecimento dos tais pastores/padres/ministros/pai de santo/etc., mas é preciso ser imparcial e compreender até onde vai uma coisa e onde começa outra...

    ResponderExcluir
  2. Antes os indivíduos eram ensinados a olhar para dentro de si, buscar o que chamam de Deus na sua essência.

    Hoje o que se vê é política de enriquecimento.

    A religião deveria ser substituída por caridade. Tudo praticamente que vejo sobre religião serve para que o indivíduo sobrepuja seus problemas, não percebendo quanto outros semelhantes sofrem em intensidade muito superior.

    Se as pessoas parassem de tentar enxergar problemas e passassem a ajudar os outros, tudo seria muito melhor.

    Conheço alguns lugares com pessoas evoluídas que trabalham gratuitamente em ajuda aos outros, incluindo em saúde. Não o fazem para ganhar dinheiro. Fazem por amor ao próximo.

    Por que eles não estão na TV?

    Por que, ao invés de pagar milhões por um horário de madrugada - cujo objetivo é arrecadar outros milhões - eles utilizam as roupas e os alimentos que recebem para dar aos necessitados.

    Também não acho errado "acreditar", mas acho melhor vivenciar. Pessoas chegam para mim e dizem que acreditam em muitas coisas fantásticas que lhes contaram. Não sabem quando aconteceram, não sabem quem escreveu, não sabem onde aconteceu e tão pouco podem ter comprovação de fato, uma vez que sua leitura nunca será uma transcrição dos textos originais.

    Aí o mesmo indivíduo me vem questionar sobre comprovação científica e eficácia da Acupuntura e da Radiestesia, técnicas abordadas inclusive em teses de doutoramento.

    Sem contar o fato de que a Medicina Tradicional Chinesa está descrita há mais de 6 mil anos. Muitos milhares a mais que alguns livros "sagrados".

    Estes mesmos "buscadores da comprovação científica" não se dão por si para observar os absurdos que discutem.

    Escuta... se Adão e Eva eram negros (africanos), de onde surgiram os Japoneses? E os Anões? Quem saberia então a esposa de Caim, um extraterrestre?


    Roger.

    ResponderExcluir
  3. Escuta... se Adão e Eva eram negros (africanos), de onde surgiram os Japoneses? E os Anões? Quem saberia então a esposa de Caim, um extraterrestre?

    vOCE ESTÁ CHEIO DE DÚVIDAS E QUER QUE AS RESPOSTAS JÁ VENHAM PRONTAS, É MAIS FÁCIL NÃO? SAIA DA CONCHA DAS CRÍTICAS E PASSE PARA A BUSCA, PESQUISE, CORRA ATRAS DAS RESPOSTAS, EMBORA VOLTE CHEIO DE OUTRAS DÚVIDAS, PELO MENOS O AMANHECER NÃO TE ENCONTRARÁ AONDE O POENTE TE DEIXOU.CONSTRUA PONTES NÃO MURALHAS.

    ResponderExcluir
  4. Amigo, acho que você não leu esse blog o suficiente. Pelo menos leu muito pouco a meu respeito. Vamos lá, passe para a busca, pesquise, corra atrás. Obrigado pela participação no blog. Espero que volte cheio de outras dúvidas, afinal, aquele que tudo sabe, nada sabe.

    Fraternalmente,

    Ronconi, Roger

    ResponderExcluir
  5. E já foi demonstrado q a dita atrofia + os neurônios.

    ResponderExcluir

Compartilhe

Poderá gostar de ler também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...