Conversa Objetiva: BORISKA
Este Blog é dedicado a tratar de assuntos como ufologia, religião, saúde, política, e cidadaniaCom uma linguagem às vezes subjetiva, oferece distintas  interpretações sobre a vida, sobre o Universo e a presença da humanidadeSerão apresentados recortes direcionados com o objetivo de despertar o pensamento crítico do ser humano, o desenvolvimento do respeito e da compaixão, da união e da igualdade entre as pessoas.
UTILIZE O MENU AO LADO <- PARA SELECIONAR POSTAGENS ANTIGAS NO ARQUIVO DO BLOG.

" Toda verdade passa por três estágios: Primeiro, é ridicularizada. 
Segundo, é violentamente rejeitada. 
Terceiro, é aceita como sendo auto-evidente."
Arthur Schopenhauer

Facebook Page

segunda-feira, 13 de junho de 2011

BORISKA

Indigo Boy - Boriska

Boris Kipriyanovich, ou Boriska, um jovem russo, há anos vem aparecendo em jornais, revistas e documentários do mundo inteiro! Ele é considerado um dos mais destacados seres humanos de uma nova geração que já amplamente conhecida como indigo-children (Criança Índigo), dotados de faculdades especiais, como um alto grau de inteligência e surpreendentes conhecimentos sobre o Universo, extraterrestres, o passado arcaico da Terra, mistérios da antiguidade e futuro do planeta. 


Boriska nasceu em 11 de janeiro de 1996 e desde os quatro anos mora na cidade de Zhirinovsk da região Volgograd, Rússia. Ele costuma visitar uma local próximo à sua cidade, a montanha Medvedetskaya Gryada, considerada “zona anômala”. Ali, o garoto encontra o ambiente ideal para o que ele chama de reposição de suas energias. Seus pais, gentis, educados e hospitaleiros, ficam preocupados com os fascinantes talentos do filho. Eles temem que Boriska tenha dificuldades de convívio social quando se tornar um adulto. 

Sua mãe conta que o menino conseguia sustentar a própria cabeça com apenas 15 dias de vida. Começou a falar aos quatro meses e com um ano e meio já lia os jornais. Aos dois anos, no jardim de infância, os professores perceberam que ele era diferente: aprendia tudo rapidamente e tinha uma memória extraordinária.

Mais ainda, Boriska mostrava conhecimentos que não eram adquiridos na escola, sobre outros mundos, planetas desconhecidos. Sua mãe conta: “Muitas vezes ele se senta em posição de lótus e começa a falar detalhadamente sobre o planeta Marte, sistemas planetários e outras civilizações”. O espaço cósmico é um dos temas favoritos de Boriska. Afirma que viveu em Marte e diz que o planeta é habitado, embora tenha, já uma vez, perdido sua atmosfera depois de uma enorme catástrofe. Hoje, segundo o indigo-boy, os marcianos vivem em cidades subterrâneas.


Lembrando uma vida passada, Boriska afirma que costumava visitar a Terra pilotando uma nave espacial. Naquele tempo, a Terra era dominada pela civilização Lemuriana cujo declínio, que ele testemunhou, foi causado pela degradação espiritual daquela Humanidade. A mãe deu a ele o “Whom We Are Originated From” [mais ou menos traduzível como De Quem Nós Fomos Originados], de Ernest Muldashev, ele ficou muito entusiasmado com as descrições dos Lemurianos, as imagens dos templos tibetanos e passou muitas horas falando com os pais sobre a Lemúria, seu povo, sua cultura. Segundo Boriska, os lemurianos dominaram a Terra há 70 mil anos e eram gigantes de 9 metros de altura. Perguntado sobre como sabia tais coisas, respondeu: “Eu me lembro, eu vi”.


Sobre um segundo livro de Ernest Muldashev, “In Search of the City of Gods” [Em Busca da Cidade dos Deuses], mais uma vez olhando as figuras, comentava sobre as pirâmides, os santuários e revelou: “As pessoas não vão encontrar os conhecimentos antigos embaixo da Grande Pirâmide de Quéops [Egito]. Esse conhecimento está oculto no subterrâneo de uma outra pirâmide que ainda não foi descoberta e acrescentou: “A Humanidade vai se surpreender e até mudar quando conseguirem abrir a Esfinge; há um mecanismo de abertura em algum lugar atrás de uma orelha, não me lembro exatamente onde”.

Na Pirâmide de Quéops, em particular, nota-se um detalhe no mínimo interessante.Os dutos de ventilação que desembocam na Câmara do Rei permitem que, a partir do sarcófago de granito vazio que existe no interior da Câmara, se visualize numa determinada época do ano o “Cinturão de Órion” por um duto, e a estrela Sírius (a (Alpha) Canis Majoris) , pelo outro.

“A Esfinge continua em Silêncio para aqueles que não sabem (ou não querem) ouvir a voz interior.

Ela fala por si mesma.

Cabe a cada um preparar-se para ouvi-la.“

Levando-se em conta que as Pirâmides da esplanada de Gizeh, apresentam características como informações sobre: a massa da Terra; a distância média de nosso planeta em relação ao Sol; medidas cujas relações entre si encontra-se o número p (Pi Þ 3,14159261.) , tanto para a Grande Pirâmide, como para a Câmara do Rei e o sarcófago de granito; datas proféticas relativas a acontecimentos marcantes para a humanidade durante milênios nos hieróglifos ao longo da Grande Galeria, conclui-se que as Pirâmides do Egito estão cada vez mais longe de serem meros túmulos e que o fato deste posicionamento em relação a Órion mergulha o Complexo Piramidal de Gizeh em mais um enigma a decifrar nos campos objetivos da ciência e subjetivos do ser humano. Existiu alguma relação com Atlantes e/ou Extraterrestres? É bem provável, vide-se as estruturas de forma piramidal registradas em várias fotos da NASA, na região denominada Cydonia, em Marte, que nos exortam a pensar na possibilidade da existência de um sem-número de estruturas similares espalhadas pela Galáxia.



Perguntaram a ele:”Se você é de Marte, você precisa de dióxido de carbono? Resposta: “Se eu estou neste corpo [terreno] eu respiro oxigênio”. Mas você sabe, isso causa envelhecimento” [leia-se envelhecimento compatível do ser humano por seu metabolismo oxidativo].


Especialistas perguntaram ao jovem por quê naves da Terra freqüentemente quebram ou são desativadas quando se aproximam de Marte. Ele explicou: “Os marcianos transmitem sinais especiais que danificam naves, estações e/ou sondas que emitem radiações”. Boriska tem dificuldades com escolas. Fez uma entrevista e foi colocado no segundo grau porém logo quiseram livrar-se dele: constantemente interrompia os professores apontando-lhes erros. Passou então a estudar com um professor particular.

Os cientistas que entrevistaram Boris perguntaram o porque do surgimento de tantas crianças com inteligência acima da média. O garoto respondeu que decorre das mudanças que acontecerão em breve no planeta, situando-as em 2009 e 2013. Com seus conhecimentos, essas crianças vão ajudar os povos espalhados por toda a Terra a passar pelo período de transição. Lembrou que essas modificações já ocorreram em Marte e não foi tudo destruído como pensamos. Muitas pessoas sobreviveram e recomeçaram suas vidas, apesar das mudanças nos continentes e também na composição da atmosfera.



Esses ciclos periódicos de transformações bruscas, pelos quais passam os planetas, fazem parte de reajustes cármicos de seus habitantes e da renovação natural. São regidos, portanto, por forças universais que propiciam a evolução e o aprimoramento das essências das criaturas e da própria Criação Divina.

Ressaltou ainda que, nos períodos de transição, é fundamental manter a esperança no futuro e a crença na sobrevivência da alma. Vale a pena relembrar que os antigos maias já davam por certa transição em 23/12/2012, data próxima à citada pelo garoto Boris.

Devemos lembrar que as profecias maias não foram feitas por pessoas que gostam de catástrofes, mas sim por estudiosos da época que chegaram à conclusão que essa data seria o fim de um ciclo para o nosso planeta. Essa transição, ainda de acordo com as profecias, seria boa ou ruim, dependendo da própria humanidade. Para alguns – os sensíveis e intuitivos – seria ótimo, para outros – os racionais -, um grande sofrimento. Não seria o fim do planeta, mas o inicio de uma Nova Era.

A informação terá um papel preponderante na evolução, porque é um tempo de união e cooperação que se inicia na Terra. Para Boris, as pessoas sofrem ou são infelizes por não viverem corretamente. “Elas precisam ser boas!”. E conclama: “se alguém lhe bater, abrace quem o feriu. Se fazem você sentir-se envergonhado, não espere por desculpas, peça-as você. Se o insultam e humilham, ame-os do jeito que são. Essa é a relação do amor, da humildade e do perdão, que deve ser observada por todos. Amar uns aos outros, essa é a Lei”, conclui o garoto que afirma vir de Marte.





2 comentários:

  1. Oi, Roger. Tudo bem? Parabéns pelo blog.
    E no final, a questão não é que tenhamos que acreditar no que ele diz e em quem ele diz ser, nem que tenhamos que enfrentar nossas crenças e começar a temer ou torcer pelas previsões que ele fez. A questão mesmo é que tudo decorre da nossa capacidade de amar. Tudo está em volta de nossa espiritualidade, das nossas decisões e atitudes. Para mim, o que ele disse serve para tudo mundo, apesar de todas as diferenças e semelhanças possíveis, a máxima é: nós vivemos com e pelo amor? Nos dias atuais nós nos distraimos com muitas coisas e esquecemos das coisas que realmente importam, do nosso interior, e quando isso pesa nós aliviamos no culto à religião, porém geralmente é tão superficial, não é o mesmo, nem suficiente. Por isso sofremos tantas angústias e não sabemos resolver, a maioria acaba se perdendo e se não na maldade, na alienação.
    Seria tão fácil, amar é tão fácil quando se descobre "como". As pessoas deveriam procurar o caminho "como" ao invés de desistir mesmo antes de realmente tentar.
    Eu fico feliz por ver que muita gente escolheu amar e estão disseminando a idéia, me dá esperança.
    Ótimo texto.

    ResponderExcluir

Compartilhe

Poderá gostar de ler também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...